Author Archive

Especiarias – Sabores, Aromas e Saúde

Queridos amigos. Na próxima semana teremos na Cítara a apresentação com a terapeuta ayurvedica e culinarista Marise Berg sobre o uso das especiarias para enriquecer a dieta com novos sabores, aromas e saúde.

Venham todos mas não deixem de se inscrever antecipadamente porque as vagas são limitadas. Até lá.

Apresentação e degustação

Quarta, 31 de Agosto das 16 às 18 h

Cítara Saúde
R: Padre João Gonçalves, 129
Vila Madalena
Tel: 3814-0700

Add comment agosto 23rd, 2011

Aniversário de 5 anos da Cítara Saúde – venha fazer parte dessa família

Queridos amigos.

Estamos completando 5 anos com a satisfação de olhar para trás e ver quantas pessoas se beneficiaram desse trabalho.

Gostaríamos de agradecer a você que nos apoiou e que freqüentou a nossa clínica. Obrigado por suas lições, obrigado pela sua presença. Tenha certeza que nos ajudou a crescer por meio da prática da nossa vocação para a saúde. Sabemos que somos apenas canais para que as forças de cura possam se manifestar e continuamos trabalhando para nos desenvolvermos como instrumentos afinados. Mergulhamos no universo  dos nossos  pacientes  para conhecê-los  em  profundidade e buscar o restabelecimento da saúde integral entre o corpo, a mente e a consciência.

Ficamos muito felizes e orgulhosos pelo plantio da semente desse grupo, que floresce em paz e harmonia e de maneira consistente. Que todas as forças curadoras do universo possam continuar nos apoiando nesse caminho.

A nossa missão é despertar em cada pessoa o instinto de observador e curador interno, que a leve a escolher de maneira natural o que é bom e a viver um estilo de vida que lhe é próprio

(Dra. Maísa Misiara)

* Se você é profissional da saúde e gostaria de fazer parte desse grupo, entre em contato com:

Telefone: (11) 3814-0700

E-mail: citara@citarasaude.com.br

Add comment agosto 5th, 2011

YOGA PELA PAZ 2011

Uma onda de paz pela cidade

O Yoga pela Paz é um evento anual que tem por objetivo reunir milhares de pessoas em uma meditação pela paz no Parque do Ibirapuera.

Acreditamos que a transformação do nosso mundo só poderá acontecer a partir de uma transformação individual. Por isso oferecemos ferramentas de conscientização aos participantes que poderão adotar um estilo de vida mais consciente.

Sua energia faz toda a diferença na busca de um mundo melhor e mais pacífico. Confira o calendário de São Paulo, com mais de 100 atividades gratuitas, e participe.

De 15 a 18 de agosto:

– Semana Yoga pela Paz: diversas escolas da cidade abrem suas portas e oferecem mais de 80 aulas gratuitas em vários horários diferentes.

19 de agosto:

– Um dia inteiro dedicado à prática, com aulas gratuitas e abertas na Cia Athletica da Unidade Kansas (Rua Kansas, 1.582 – Brooklin Paulista).

– Show de Prem Joshua e convidados no Aldeia (Rua Turiassu, 928 – Perdizes).

20 de agosto:

– Mais de 15 atividades gratuitas no Sesc Ipiranga: aulas de Yoga, palestras, meditações e música (Rua Bom Pastor, 822 – Ipiranga).

– Show de Krishna Das no Espaço APAS (Rua Pio XI, 1.200 – Alto da Lapa).

21 de agosto:

– Grande evento gratuito, com práticas coletivas e shows de Krishna Das e Prem Joshua. Parque do Ibirapuera (gramado externo do auditório) a partir das 10h.

Para informações, inscrições e ingressos, acesse: www.yogapelapaz.org

Add comment agosto 3rd, 2011

Curso – Cultivando a Calma: Técnicas de Relaxamento


Add comment julho 14th, 2011

Dia Mundial Sem Tabaco: 12 motivos para parar de fumar já!

Segundo a OMS, o tabagismo irá matar mais de 16 mil pessoas por dia em 2011
POR LETÍCIA GONÇALVES

Motivos não faltam para extinguir o fumo da sua rotina. A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou, no último dia 27 de maio, que o tabaco irá matar nada menos que seis milhões de pessoas somente em 2011, sendo 600 mil fumantes passivos. Se esses números continuarem aumentando, a estimativa é que, em 2030, oito milhões de pessoas morram por ano por conta desse péssimo hábito.
O Dia Mundial sem Tabaco (31 de maio) foi criado pela OMS em 1987, justamente para tentar reduzir esses números alarmantes. O objetivo é atrair a atenção do mundo para a epidemia do tabagismo – que matou 100 milhões de pessoas no século XX – e as mais de 50 doenças relacionadas a ele que poderiam ser evitadas. Governos de diversos países, especialistas e estudos científicos caminham para uma mesma direção: alertar que o fumo faz mal e causa inúmeros malefícios no organismo. Confira alguns deles:

1. Redução de olfato e paladar
O fumo traz sérias alterações na boca e no nariz. “Os agentes químicos presentes no cigarro atuam como irritantes da mucosa bucal, o que resseca e aumenta a camada de queratina”, explica a nutricionista Thais Souza, da Rede Mundo Verde. Ela explica que o fumo promove alterações nas papilas gustativas, o que impede que o fumante sinta o real sabor dos alimentos.
Além disso, o cigarro é prejudicial para a mucosa olfativa, já que seu efeito térmico pode levar a lesões que alteram o olfato.

2. Doenças gastrointestinais
A digestão já fica prejudicada por conta das alterações no paladar. Para completar o desastre, a nicotina no sistema digestivo provoca a diminuição da contração do estômago e provoca irritação. O uso contínuo do cigarro enfraquece o músculo que impede o refluxo, o que aumenta o contato de ácido gástrico com a mucosa esofágica. O tabaco ainda facilita a infecção por bactérias causadoras da úlcera gástrica.

3. Rugas e pele envelhecida
Além dos dentes amarelados e do mau hálito, a pele tende a envelhecer mais rápido nos fumantes. “Existem alguns estudos feitos com gêmeos, em que somente um tinha o hábito de fumar, que comprovaram que aquele que fumava poderia aparentar até oito anos a mais que o irmão”, conta o cirurgião plástico Gerson Luiz Julio.
Isso acontece porque a pele diminui a produção de colágeno e perde brilho e elasticidade. De acordo com Gerson, o aparecimento precoce de rugas também é provável, o que deixa a pele com um aspecto pardo ou amarelado. “Outra característica que os fumantes normalmente expõem na face são as populares manchas”, completa o profissional.

4. Câncer de boca
De acordo com o diretor do Departamento de Estomatologia do Hospital do Câncer, Fábio de Abreu Alves, 95% dos pacientes com câncer de boca fumam. O motivo é a composição do cigarro: “Ele é produzido por cerca de 4.700 substâncias tóxicas, sendo 60 cancerígenas”, diz o especialista. Esse emaranhado de elementos nocivos presentes no tabagismo ainda é responsável por diversos outros tipos de câncer, principalmente nas vias aéreas, como laringe, esôfago e pulmão.
O dentista Marcelo Kyrillos, da clínica odontológica Ateliê Oral, também explica que a nicotina desestrutura a parte óssea da boca e danifica a estética vermelha natural da gengiva. O esmalte dos dentes é atingido pelo alcatrão. Ela penetra no esmalte superficial e causa o escurecimento deles.

5. Problemas de visão
Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer, INCA, os fumantes apresentam um risco duas vezes maior de catarata e de duas a três vezes maior de desenvolver a degeneração macular relacionada à idade.
O oftalmologista Virgilio Centurion, diretor do Instituto de Moléstias Oculares, conta que os efeitos maléficos do tabagismo também estão associados à queda das pálpebras. “Isso pode provocar uma diminuição do campo visual e o aparecimento da oftalmopatia de Graves, doença que apresenta como sintomas retração palpebral, edema palpebral, lacrimejamento, fotofobia, sensação de corpo estranho, entre outros”, afirma o profissional.

6. Alteração das funções dos genes
A exposição à fumaça de cigarro altera a formação das células por conta do comprometimento da função de alguns genes, segundo um estudo realzado pela Southwest Foundation for Biomedical Research, nos Estados Unidos.
Os cientistas analisaram 1.200 pessoas e identificaram 323 genes que sofrem alterações na hora de converter informações genéticas em funções celulares por causa da fumaça do cigarro. Essas alterações têm grande influência negativa no sistema imunológico e um forte envolvimento no processo de morte das células e desenvolvimento de câncer.

7. Anulação dos efeitos benéficos de beber com moderação
A comprovação vem de um estudo da Universidade de Cambridge (Inglaterra) com 22 mil participantes. De acordo com os cientistas, beber com moderação (de três a 14 doses por semana) diminui as chances de um AVC, ou seja, uma redução de 37% no risco de acidente vascular cerebral.
No entanto, os fumantes que consumiam uma quantidade similar de álcool não apresentavam tal declínio em suas chances para o curso. Vale lembrar também que já era comprovado que pessoas que fumam têm um risco 64% maior de ter um acidente vascular cerebral do que aquelas que nunca fumaram

8. Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica
O tabagismo é a principal causa da DPOC (Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica), complicação definida pela presença de obstrução progressiva do fluxo aéreo. “O perigo de desenvolver DPOC em um grupo de fumantes de dois maços de cigarros por dia é aproximadamente 4,5 vezes maior que para os não-fumantes”, conta a fisioterapeuta Adriana Marques Battagin, especialista em fisioterapia cardiorrespiratória.
Ela explica que o impacto da DPOC sobre o indivíduo portador não se dá somente na limitação física para a execução das atividades da vida diária, mas também nas relações afetivas, conjugais, sexuais, no lazer e no exercício profissional. Em decorrência da limitação física, muitos doentes tornam-se amplamente dependentes de seus familiares, despertando um sentimento de incapacidade e contribuindo para a diminuição de sua auto-estima e a alteração de humor.

9. Doenças neurológicas
Cientistas do National Brain Research Center, da Índia, descobriram uma ligação direta existente entre tabagismo e danos cerebrais. Um composto do cigarro, chamado NNK, desencadeia uma resposta exagerada do cérebro a partir de células imunes no sistema nervoso central.
Os glóbulos brancos, que normalmente eliminam células danificadas, passam a atacar células saudáveis, resultando em graves danos neurológicos. De acordo com os pesquisadores, a substância é considerada pró-cancerígena, o que significa que pode causar câncer quando é modificada por processos metabólicos do corpo, além de desencadear distúrbios como a esclerose múltipla.

10. Infertilidade em mulheres e homens
O ginecologista Assumpto Iaconelli Júnior conta que, nas mulheres, o tabagismo pode causar: antecipação da menopausa, aumento de irregularidades menstruais, alterações hormonais, menor qualidade dos óvulos e embriões e dificuldade de implantação do óvulo.
“Observamos na nossa clínica, que realiza tratamentos de fertilização in vitro, que mulheres que fumam têm menor taxa de sucesso e precisam do dobro de tentativas, em média, em relação às não tabagistas, para conseguir uma gestação”, completa o especialista.
Já nos homens, o cigarro afeta a formação e diminui a mobilidade dos espermatozóides, piora o potencial de fertilização e aumenta o estresse oxidativo (radicais livres).

11. Problemas no coração
A complicação cardiovascular decorrente do cigarro afeta até mesmo o fumante passivo. Pesquisadores do Departamento de Cardiologia do Erasme Hospital e a Univesité Libre de Bruxelles, na Bélgica, comprovaram que respirar as substâncias do cigarro afetam várias funções do sistema vascular arterial – e mesmo quando já não há mais fumaça no ar.

O tabagismo – tanto ativo quanto passivo – provoca elasticidade do sistema vascular. O presidente da Sociedade Brasileira de Hipertensão, Fernando Nobre, alerta: “Essa elasticidade traz danos para a manutenção de uma pressão arterial saudável, além de poder evoluir para outros problemas, como o AVC”.

12. Complicações na maternidade
Gravidez definitivamente não combina com cigarro. “Abortos espontâneos, nascimentos prematuros, bebês de baixo peso, mortes fetais e de recém-nascidos, complicações com a placenta e episódios de hemorragia ocorrem mais frequentemente quando a mulher grávida fuma”, afirma o ginecologista Aléssio Calil Mathias.
Segundo dados do INCA, um único cigarro fumado por uma gestante é capaz de acelerar, em poucos minutos, os batimentos cardíacos do feto, devido ao efeito da nicotina sobre o seu aparelho cardiovascular.
Um estudo da Universidade de York, no Reino Unido, também aponta que mulheres que fumam na gravidez têm maior risco de ter filhos hiperativos e com problemas de atenção na escola.
E não é só: o pneumologista Sergio Ricardo Santos, presidente da Comissão de Tabagismo da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT), ainda dá o alerta de que bebês que convivem diretamente com fumantes têm maiores chances de morrer sem nenhuma causa aparente, a chamada Síndrome da Morte Súbita Infantil.

Artigo original 

Add comment maio 31st, 2011

Natural sim, inofensivo não

Assista ao filme educativo e divertido sobre o uso da maconha, criado pelo nosso querido  amigo Ivo Minkovicius, mostrando os efeitos da droga no organismo.

Add comment maio 15th, 2011

Curso de Formação – Método Self-Healing

NÍVEL I – SEGMENTO A – RIO CLARO/SP

INSTRUTORAS SÔNIA CARROCINE E FERNANDA LEITE RIBEIRO

A primeira etapa de formação no Método Self-Healing chama-se Nível I, dividida em dois Segmentos: A e B. No Nível I, o foco principal está no processo de autoconhecimento dos alunos, no reconhecimento de suas próprias tensões e em como liberá-las através do movimento e das diversas técnicas de massagem, respiração e visualização, acordando assim sua própria força curativa. Por isso, é indicado tanto para quem quer conhecer melhor o funcionamento do próprio corpo, usando o método para o seu tratamento pessoal, quanto para quem quer se tornar um terapeuta ou se especializar.
Desenvolver o toque, trabalhar com suas resistências, descobrir seus desequilíbrios e quebrar os padrões restritivos de uso do corpo são tão importantes quanto o estudo da anatomia e teoria do método.
No segmento A do Nível I, dá-se ênfase à compreensão da anatomia dos sistemas músculo-esquelético (coluna, ossos e articulações), respiratório, circulatório e digestório, na perspectiva do método Self-Healing. Vivenciam-se inúmeros exercícios e técnicas de massagem, bem como exercícios para a melhoria da visão, destinados a aumentarem a consciência cinestésica desses sistemas e seu funcionamento saudável e equilibrado.
Trabalha-se também a questão do estresse e seus efeitos sobre o aparecimento e agravamento da maioria das doenças, e as estratégias de Self-Healing para sua redução. São aplicados exercícios para o desenvolvimento da consciência corporal e de quebra do padrão de movimento, a intuição dos alunos na avaliação visual e táctil dos desequilíbrios e a sensibilidade para um toque orgânico.
Os alunos que completarem satisfatoriamente o Segmento A receberão um certificado. Este segmento é realizado em 80 horas.

DATAS:
Primeiro módulo: 17,18 E 19 DE JUNHO DE 2011
Segundo módulo: 22,23 E 24 DE JULHO DE 2011
Terceiro módulo: 27,28 E 29 DE AGOSTO DE 2011

LOCAL: ANFITEATRO DO COLÉGIO KOELLE
Rua Cinco, 1827
Rio Claro – SP

INVESTIMENTO :
• R$ 1800,00 – R$ 300,00 de matricula até 25/05/11 + 4 parcelas de R$ 375,00
• R$ 1700,00 – à vista/antecipado : R$ 300,00 na matrícula até 25/05/11 + R$ 1400,00 no início do curso
• Repetição do curso: R$ 600,00
• Promoção especial: ganhe desconto de R$200,00 para cada pessoa que você trouxer

INSCRIÇÕES E INFORMAÇÕES COM :
Laura Canto
19 3432-4867
19 8253-3573
cantolaura@hotmail.com

INSTRUTORAS

Fernanda Leite Ribeiro formou-se em História na USP em 1982. Foi bailarina profissional, professora de dança e atuou em teatro. Em 1992, iniciou a formação de Self Healing, na primeira turma que Meir ministrou no Brasil. Atualmente é optometrista, formada pelo Instituto Filadélfia (SP) e terapeuta do método Meir Schneider – Self-Healing, certificada pela School for Self-Healing (São Francisco, CA – USA). Tem especialização em Educação Visual e é uma das instrutoras do curso avançado de visão. Desde 2005, trabalha também com técnicas de reabilitação da optometria comportamental, especialmente a Sintonica, com formação nos EUA. É membro do College of Syntonic Optometry e do Conselho da Associação Brasileira de Self-Healing.

Sônia Carrocine é pedagoga, especializou-se em Deficiências Visuais e Surdez pela Unicamp e Intervenção Precoce em Visão Subnormal e Cegueira pela Santa Casa de São Paulo e Grupo Perkins Internacional. Também é formada em Surdocegueira pela ADEFAV e Programa Perkins Internacional. É Professora de Visão, Terapeuta Corporal e Instrutora da Especialização em Visão pelo Método Self-Healing de Meir Schneider na School for Self-Healing, Califórnia, USA . Atua há 20 anos no Centro de Habilitação Infantil Princesa Vitória em Rio Claro-SP, onde é responsável pelo Núcleo de Intervenção em Visão Subnormal e Cegueira. Também atua com portadores de Surdocegueira e Doenças Progressivas em Clínica Oftalmológica nesta mesma cidade.

Add comment maio 10th, 2011

Curso de Radiestesia com Sérgio Areias

Radiestesia aplicada na área da saúde é uma disciplina capaz de medir padrões de desequilíbrio com resultados consistentes, tanto na diagnose quanto no tratamento.

Conteúdo

Módulo I

  • História e evolução da Radiestesia na área da saúde
  • Conceitos e práticas de Radiestesia Básica
  • Os três estados primários de desequilibrio
  • Causas invisíveis de agressão ao corpo físico
  • Análise de causa e efeito
  • Etiopatogenia Energética
  • Patogenicidade das radiações
  • Prática com o pêndulo
  • A régua biométrica de “Bovis”
  • Conduta terapêutica no uso da Radiestesia
  • Corpo bioplasmático
  • Código de Ética

Módulo II

  • Sistemas integrais de saúde
  • Campos Morfogenéticos
  • Corpos sutis: etérico, emocional, mental e espiritual
  • Chacras e Meridianos (noções básicas)
  • Fitoterapia por Radiestesia
  • Caminho para medição: Global, específica e auxiliar
  • Remédios vibracionais
  • Uso prático da régua biométrica
  • Protocolo de atendimento
  • Radiônica

Datas

Módulo I -30 de abril e 01 de maio de 2011

Sábado: 9h às 12h/ 14h às 18h

Domingo: 9h às 13h

Módulo II – à combinar

Investimento

R$ 450,00 (por módulo) – dividido em três parcelas mensais.

Local

Rua Padre João Gonçalves, 129- Vila Madalena- São Paulo – SP

Informações

Para inscrições e maiores informações, entrar em contato:

(11) 3814-0700

(11) 5052-7130

Add comment março 22nd, 2011

Curso de Shiatsu Emocional com Arnaldo Carvalho

Início 22 de Maio (Domingos quinzenais)
na Cítara Saúde (Vila Madalena, São Paulo)

Shiatsu é uma terapia originada no Japão e desenvolvida em diferentes partes do mundo. Alia estudo científico à sabedoria tradicional do oriente.

O Shiatsu Emocional é uma abordagem direcionada à percepção psicossomática do Shiatsu.Prof. Arnaldo pratica Shiatsu há 16 anos e  já ensinou sobre o tema no Japão, Espanha, Portugal,Argentina, EUA, e de norte a sul pelo Brasil.

Já estão abertas as inscrições para o Curso Básico de Shiatsu Emocional na Cítara Saúde, a acontecer nos dias 22 de Maio, 12 e 26 de junho e 10 de julho de 2011 totalizando 4 encontros de 8H (aulas de 9 às 18H), ou 32 horas de curso.

A turma é reduzida, e portanto a garantia de vaga é por ordem de inscrições. O local do curso é a excelente clínica Cítara Saúde (veja o site www.citarasaude.com.br), na Vila Madalena, onde podemos aprender com todo o conforto.

Programa Básico (Carga horária 32H):

Introdução ao saber Oriental: Origem e evolução do Shiatsu; Comprovações Científicas; O equilíbrio através do toque; O toque shiatsu; O estilo Shiatsu Emocional; Os 7 preceitos do shiatsu emocional; Introdução à Medicina Tradicional Chinesa – Histórico, o Tao, Introdução às Cinco Fases; os 12 Meridianos e suas funções emocionais; Introdução à percepção do Hara; Introdução à Aromaterapia como amplificadora do toque shiatsu; Tratamento dos principais desequilíbrios emocionais através do shiatsu; exercícios práticos. Prática Básica com orientação ergonômica e postural.

Com o programa básico, é possível fazer uma sessão segura e com muitos benefícios aos praticantes.

Professor:
Arnaldo V. Carvalho pratica Shiatsu há 17 anos. Membro da Associação de Shiatsu de Espanha e da Associação Internacional de Shiatsu; Membro-Conselheiro do SINDACTA – Sindicato de Acupuntura e Terapias Afins do Rio de Janeiro; Diretor da Aeshi – Escola de Shiatsu e coordenador de Shiatsu do Centro Brasileiro de Acupuntura Clínica e Medicina Chinesa; Fundador e moderador do grupo Shiatsu-BR e Shiatsu Brasil, e autor do livro Shiatsu Emocional

Investimento:
O valor do curso completo é de R$900,00, e com desconto R$750,00 para pagamentos a vista até dia 18 de abril. O valor total pode ser parcelado em até 6x R$150,00.

Inclui apostila, certificado com chancela do Centro Brasileiro de Acupuntura e Medicina Chinesa e participação perene em nosso grupo de estudos, que dá total suporte ao aluno.

As inscrições podem ser efetuadas de três maneiras:

1) Diretamente na Cítara Saúde
R. Padre João Gonçalves, 129- Vl. Madalena- São Paulo/SP
2) Por telefone: 11 3814-0700
3) Por e-mail: citara@citarasaude.com.br

O prazo final para as inscrições termina no dia 30 de abril.

Maiores informações sobre o Shiatsu Emocional e o curso
em: www.shiatsuemocional.com.br e shiatsuemocional.wordpress.com

Add comment março 22nd, 2011

Os cheiros da infância

Por Arnaldo V. Carvalho*

Ainda me lembro dos cheiros da minha avó. O cheiro que ela tinha, um doce perfume de velhinha, que me fazia adormecer quando nela recostava, no banco de trás do carro de passeio que nos conduzia de volta para casa após um dia animado em um local de veraneio.. Me lembro do cheiro das coisas que ela usava em seu banheiro: o frasco de laquê, o ruge… Me lembro do cheiro do pudim de leite que ela fazia. Não era de leite condensado, era leite mesmo! Lembro do cheiro da ambrosia no fogo, na época do aniversário do meu avô, e dos misturados cheiros do velho casal na cama onde, por vezes, eu ia para ouvir histórias de pássaros coloridos, macacos japoneses e ratinhos espertos.

Todo mundo pode escrever muitas e muitas linhas sobre os cheiros da infância. Está marcada para sempre aquela rua onde ao passar se sente o cheiro dos jasmins ou da dama-da-noite. O tronco da árvore onde se subia, da casca da tangerina sendo aberta para comermos. A passagem por uma área rural e o cheiro do cocô de vaca, do cocô de cavalo, da titica das galinhas. O cheiro da borracha e demais itens de papelaria, da gasolina, do desinfetante que se usava em casa. Cheiro da casa de um tio. Cheiro do brinquedo novo, da gente do campo, da água de poço, dos temperos dos sítios vizinhos…

Evocar um cheiro é evocar histórias. Histórias de um tempo de surpresas, vida, fantasias, interrogações e espontaneidade. É na infância que se constroem valores… E para cada um deles existem cheiros associados. Assim, dentro de cada um, pudim vira carinho, peru vira fartura, gasolina lembra passeio, borracha de lápis lembra independência, plástico novo torna-se brinquedo, que sempre é coisa boa e tem a ver com coisa divertida, com gratidão e com sentimento de simplesmente ter algo para si.

Os cheiros mais importantes na vida emocional de uma criança são os cheiros dos seres humanos com quem ele convive. O cheiro do pai e da mãe e dos irmãos são inconfundíveis, e são fundamentais. São cheiros referenciais, que marcam o mundo até o fim da vida. Deixamos a síntese de nossa personalidade nos filhos ao emprestarmos-lhes os cheiros nossos. O contato com pele da mãe e do pai com o bebê, quando ele deita sobre o peito do pai e da mãe enquanto estes descansam numa rede ou poltrona. Dependendo da relação dos pais com os filhos, seus cheiros trarão recordações melhores ou nem tanto, mais ou menos intensas.

Que cheiros rodeiam seus filhos? Que vínculos eles criarão?

Além da formação de memórias
O universo olfativo vai além de vincular memórias e emoções a cheiros. Há cheiros que agem sobre os indivíduos sem que isso se relacione com memórias. Nesse caso, atuam porque o cérebro reage a eles produzindo química uma hormonal específica, que é capaz de alterar emoções, sensações físicas, a percepção em si, etc. O curioso é que em geral os odores da natureza, especialmente dos vegetais, nos trazem sensações agradáveis – um sinal de que a hormonação é levada a níveis mais equilibrados.

Foi assim que os antigos reconheceram que os cheiros podem mudar o astral de alguém. Eles utilizavam folhas frescas, flores e vegetais diversos em fogueiras e vapores, e através da fumaça que entranhava em suas roupas, cabelos e carne, sentiam-se revigorados, mais equilibrados, com saúde – e daí nasceu o perfume, “per fumum” (através da fumaça).

E é assim que cientistas do mundo inteiro vêm estudando e comprovando a enorme influência dos aromas. As pesquisas sobre olfato nas universidades de todo o mundo já ultrapassam de longe 50.000 artigos científicos, e mais de 200.000 sobre as plantas aromáticas, num único banco de dados acadêmico*. O sistema olfativo foi tema de trabalho laureado com o Prêmio Nobel em 2004. Nos Estados Unidos já existe o Sense of Smell Institute, organização voltada ao estudo e divulgação da influência dos cheiros no ser humano. O mundo dos aromas interessa à psicologia, ao marketing, às medicinas tradicionais, à antropologia e às ciências da saúde em geral. O tema tornou-se de tal grandeza que daí surgiram diversos campos de aplicação e estudo, como a aromacologia, a aromatologia, entre outros. A aplicação final de tudo isso vem sendo popularizada como Aromaterapia, simplesmente.

Pois bem, são os pequeninos ao mesmo tempo mais resistentes, e por outro lado mais suscetíveis que os adultos, no que diz respeito aos efeitos dos aromas. São mais resistentes porque o fígado infantil em geral é bem menos intoxicado que o adulto, e o fígado participa ativamente no conjunto de reações fisiológicas ao cheiro. São mais suscetíveis porque seu organismo é mais reativo a todo o tipo de estímulo. Finalmente, é mais suscetível o organismo infantil porque ele possui menos registros de memória, e tais registros atuam como moduladores da força de um cheiro sobre a química hormonal.

O cheiro sutil é indisfarçável
O odor dos adultos que convivem com a criança está além do que se percebe conscientemente. Há um “aroma hormonal”, imperceptível no plano objetivo, mas nunca ignorado no plano objetivo, ligado à identificação das ligações interpessoais, e ao estado geral do que está a nossa volta. Como uma espécie de “invisibilidade olfativa”. É assim que muitas crianças detectam se uma mãe está com “aquele cheiro esquisito”, quando esta está no período menstrual, ainda que esta tenha acabado de sair do banho e tenha colocado algum perfume. Esse aroma secreto mostra como estamos nos sentindo, e para ele, não adianta tomar banho! Nem passar perfumes! Não há como mascarar a infra-estrutura interna de cada um.

Paradoxalmente, esses mesmos banhos e perfumes podem, sim, dar nova vida a alguém. Podem reparar e curar. Banhos e óleos essenciais nos resgatam o equilíbrio. O contato do indivíduo com um aroma natural representa o contato entre duas naturezas – a natureza externa do mundo, reflexo e reflexora da natureza interna do indivíduo. Esse contato impele ao contato da gente com a gente mesmo, com quem nós somos, e propulsiona um autoconhecimento abstrato, que passa pela reorganização física, mental, energética.

Podemos então dizer que a utilização consciente de um aroma natural (e isso pode significar uma simples visita a um jardim!) ajuda no despertar do verdadeiro odor de cada um – o “invisível”! – , cuja criança irá distinguir para sempre como algo único: o cheiro da alma daqueles que o amam e daqueles que ele ama influenciarão o caminho.

O adulto guia os filhos em sua jornada de crescimento, e poucos percebem que suas delicadas presenças também pode mostrar o caminho que está sendo tomado, coletivamente, e individualmente.

Uma vez que se compreenda acerca do valor do mundo olfativo, passemos a suas aplicações práticas no mundo da criança.

A Aromaterapia
Como afinal aplicar ao menos um pouco das tantas lições que podem ser aprendidas acerca dos cheiros pela aromaterapia?

Quando a gente fala de aromaterapia, pode estar se referindo a qualquer tratamento que envolva cheiros. Mas a origem mesmo desse termo diz respeito aos óleos essenciais, a parte da planta destinada a torna-la cheirosa, para o bem da própria planta (os óleos e seus cheiros são usados para atrair ou repelir seres vivos com a qual a planta se relaciona) , e que está cheia de princípios ativos, capazes de provocar diversas reações no ser humano. Os óleos podem ter sido extraídos da planta – e assim estarão em concentrações poderosas e com as quais se deve ter muito respeito – ou podem estar lá com elas, em medidas sempre seguras, e muitas vezes eficazes.

As crianças em geral adoram o mundo dos aromas e dos óleos essenciais, e rapidamente aderem ao uso consciente dos mesmos. São capazes inclusive de pedir por certos cheiros a medida que identificam seus estados físicos e emocionais.

Crianças que antes dormiam mal e que passaram por tratamento com lavanda frequentemente recorrem a este óleo quando ansiosas ou agitadas, pedindo para quem os colocava em contato com este aroma durante o processo de reequilíbrio (esse contato sempre segue as orientações da aromaterapia, e deve ser conduzido com preparação adequada e/ou por profissional da área, conforme o caso).

Crianças sem fome porque comeram não devem ser preocupantes. Mas se há inapetência geral, é sinal de que não estão conseguindo por algum motivo ser o que elas são: Crianças. Nesse caso, a utilização do óleo essencial de laranja dispersado no ambiente da criança pelo menos uma hora antes da refeição resulta na grande maioria dos casos.

Pequeninos com distúrbios ligados a insegurança e medo em geral encontrarão alívio em combinações de óleos florais como a lavanda e o gerânio.

Crianças criativas e com um mundo mental forte adoram hortelã. As fechadas se expressam melhor em contato com o eucalipto.

Enfim, há uma infinidade de exemplos de ações e reações a ilustrar as vivências da meninice e como podemos torná-la mais saudável. Cada indicação contudo deve levar em conta uma série de fatores externos, condições de saúde interna, variabilidade dos próprios óleos, condições de utilização, concentrações, etc., que somente uma pessoa com formação própria saberia orientar. Procure um profissional de saúde habilitado a prestar orientações aromaterápicas, e observe seus filhos e crianças sob seus cuidados a exalarem o esplendor de quem desabrocha para a vida com todo o seu potencial. Amém!

* Números obtidos no Pubmed após busca com algumas palavra-chave referentes aos cheiros e ao olfato.

Se houver interesse em adquirir os óleos essenciais, entre em contato conosco pelo 65  3027 5795 ou espacoflordocerrado@uol.com.br

Para saber mais:
Sense of Smell Institute – http://www.senseofsmell.org/
Aromatologia e Aromaterapia – http://www.aromatologia.com.br/
Medline – http://medline.cos.com/
National Library of Medicine – http://www.nlm.nih.gov/
Medline Plus – http://medlineplus.gov/
Pubmed – http://www.ncbi.nlm.nih.gov/ (Base de dados do National Center for Biotechnology Information)
Prêmio Nobel 2004: http://nobelprize.org/nobel_prizes/medicine/laureates/2004/

*Arnaldo V. Carvalho – Terapeuta humanista, com formação em Naturopatia e diversas terapias corporais, autor do livro Shiatsu Emocional e professor de muitos cursos inclusive o de Aromaterapia, fundador dos sites Calor Humano, Portal Verde, Aromatologia & Aromaterapia e de diversos blogues correlatos, defensor da afetividade humana, da qualidade relacional e dos direitos de Ser antes mesmo do nascimento, Pai Coruja, e Ser Humano.

http://www.arnaldovcarvalho.com/
http://arnaldovcarvalho.wordpress.com
http://www.portalverde.com.br/
http://www.shiatsuemocional.com.br/
http://www.aromatologia.com.br/
http://portalverde.wordpress.com
http://www.calorhumano.com.br/

Add comment março 21st, 2011

Next Posts Previous Posts


Calendário de Posts

outubro 2021
S T Q Q S S D
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Posts by Month

Posts by Category